O Poder da oração

[reporterdecristo]
Paz de Jesus!
Salve Maria!
Hoje gostaria de falar do imenso poder que a oração tem na nossa vida. A oração sensibiliza a Deus e amansa o Seu coração.
Leiam a 1ª leitura de quinta-feira 22 de março que se encontra em: Êxodo 32, 7-14.
“Então o Senhor Deus disse a Moisés:
– Desça depressa porque o seu povo, o povo que você tirou do Egito, pecou e me rejeitou. Eles já deixaram o caminho que eu mandei que seguissem; fizeram um bezerro de ouro fundido, e o adoraram, e lhe ofereceram sacrifícios. Estão dizendo que estes são os deuses deles, os deuses que os tiraram do Egito. Eu conheço este povo e sei que é muito teimoso.
Agora não tente me impedir, pois vou descarregar a minha ira sobre esta gente e vou acabar com eles. Depois farei de você e dos seus descendentes uma grande nação.
Porém Moisés fez um pedido ao Senhor seu Deus. Ele disse:
– Ó Senhor, por que ficaste assim tão irado com o teu povo, que tiraste do Egito com grande poder e força? Porque deixar que os egípcios venham a dizer que tiraste o teu povo do Egito para matá-lo nos montes e destruí-lo completamente? Não fiques assim irado; muda de idéia e não faças cair sobre o teu povo essa desgraça. Lembra dos teus servos Abraão, Isaque e Jacó. Lembra do juramento que fizeste de lhes dar tantos descendentes toda aquela terra para ser propriedade deles para sempre.
Então o Senhor Deus mudou de idéia e não fez cair sobre o seu povo a desgraça que havia prometido”
Palavra do Senhor
Graças a Deus.
Estas palavras me tocaram profundamente durante essa semana pois vi que o poder da oração sensibiliza o coração de Deus, freia a sua ira. Também notei que o homem que se dedica a Deus e o coloca em primeiro lugar a sua vida como Moisés, é ouvido por Deus, e suas palavras em oração tem o poder de parar uma guerra, um castigo, tudo.
 
Nossa Senhora em suas aparições em Fátima, Lourdes, Sallete e em Medjugorje sempre falou que a oração deve ser colocada em primeiro lugar em tudo na vida. Também Jesus Cristo disse: “Tudo o que pedirdes com fé na oração, vós o alcançareis”. (Mt 21,22).
É importante ter a oração como primeiro ato do dia assim como Jesus fazia: “De manhã, tendo-se levantado muito antes do amanhecer, ele saiu e foi para um lugar deserto, e ali se pôs em oração”. (Mc 1,35). O encardido (como diria o saudoso Padre Léo) só se afasta da sua vida com oração, veja: “Ele disse-lhes: Esta espécie de demônios não se pode expulsar senão pela oração”. (Mc 9,29).
Não pense que seus problemas serão todos resolvidos, que com a oração terás um paraíso na terra, pois São Paulo disse: “Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração”. (Rm 12,12). Nós iremos sempre passar por tribulações durante nossa peregrinação terrestre: “Considerai que é suma alegria, meus irmãos, quando passais por diversas provações,” (Tg 1,2) ”sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência”. (Tg 1,3).
Quando passamos por provações, tribulações e não estamos em comunhão a Deus, sofremos muito a ponto de se desesperar, mas quando estamos em oração com Deus, conseguimos ter força para enfrentar a cruz de cada dia.
Apesar da oração nos dar forças para todas as situações da vida, a cruz precisa ser abraçada, não para que soframos e gostemos do sofrimento, mas para que a cruz seja carregada com alegria pois não existe ressurreição sem cruz. Jesus disse: “Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim”. (Mt 10,38).
Para ficarmos mais íntimos com Deus, e viver nossa fé com raízes em Cristo devemos fazer como Jesus disse: “Em seguida, Jesus disse a seus discípulos: Se alguém quiser vir comigo, renuncie-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-me”. (Mt 16,24).
Quando nos convertemos, é de costume termos aquele fogo do Espírito Santo nas nossas vidas, dá até vontade de abraçar poste (como diz meu amigo Vinicius Miraldo rs), ficamos muitos sensíveis, choramos de alegria, qualquer musica faz a gente chorar. Só que se nós não colocarmos os pés no chão, se não tivermos disciplina na oração, se não procuramos estudar e meditar a nossa fé, isso tudo acaba. Deus disse ao profeta Oséias: “porque meu povo se perde por falta de conhecimento “. (Os 4,6 a). Precisamos procurar a segunda conversão, a amar a Deus sobre todas as coisas MESMO. Geralmente quando o FOGO da primeira conversão acaba, ou seja, quando paramos de sentir Deus, se desesperamos e achamos que nossa fé acabou. É neste momento que temos que provar para Deus e pra nós mesmos se termos realmente fé.
São Paulo nos explica o que é a fé: “A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê”. (Hb 11,1). Nós às vezes procuramos sentir Deus quando estamos na Missa, quando O adoramos no Santíssimo Sacramento, quando recebemos Cristo na Eucaristia, mas como disse anteriormente, tudo isso passa. São Pedro nos fala: “Este Jesus vós o amais, sem o terdes visto; credes nele, sem o verdes ainda, e isto é para vós a fonte de uma alegria inefável e gloriosa,” (1Pd 1,8) e Jesus diz também: “Disse-lhe Jesus: Creste, porque me viste. Felizes aqueles que crêem sem ter visto!” (Jo 20,29).
Não adianta procurar Missa agitada, onde se aflora o sentimentalismo, nem grupo de oração com aquele fogo, nem escutar música persuasiva. A nossa fé precisa vir do acreditar sem ver, sem sentir, sem tocar. Nós precisamos amar a Deus sem ver, sem tocar por que como Jesus mesmo disse, devemos ser acreditar Nele sem O ver.
Quando chegamos nesses momentos, onde parece que Deus não nos escuta e sumiu da nossa vida, é aí que Deus está mais próximo de nós: “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados!” (Mt 5,4) ”Bem-aventurados vós que agora tendes fome, porque sereis fartos! Bem-aventurados vós que agora chorais, porque vos alegrareis!” (Lc 6,21).
A cruz é o momento de maior prova do amor na nossa vida, pois Cristo nos amou incondicionalmente na Cruz, foi ali o sentido pelo qual Ele veio. Permanecer firme diante da cruz, nas provações e tribulações é o que precisamos fazer e a oração é o nosso alimento espiritual.
No momento das tribulações temos dificuldade de orar, de adorar, pois não vêm palavras na nossa mente. Essa é a hora que Nossa Senhora entra na nossa vida nos ajudando. Os grandes santos como São Pio de Pieltrecina passavam por muitas provações e também não conseguiam orar. O grande aliado de Padre Pio foi o Santo Rosário, pois Nossa Senhora ora por nós nos momentos de aflição. Ela consegue entregar a Jesus Cristo que é o mediador de Redenção as nossas fadigas, os nossos problemas, pois Jesus não nega o que o Imaculado Coração de Maria pede.
Certa vez, uma menina estava no leito de um hospital pronta para morrer, e veio em seu encontro um Sacerdote para lhe dar a Unção dos Enfermos. O Sacerdote fez a oração com o Santíssimo Sacramento e foi embora. A menina sentiu uma grande dor e viu que naquele momento ia falecer, mas encontrou forças para gritar para o Sacerdote no corredor e disse: “Jesus, me cura por favor senão eu vou contar pra sua Mãe!” Logo em seguida a menina foi curada.
É de suma importância fazer visitas ao Santíssimo Sacramento e adorá-lo. Se quiser receber grandes graças na sua vida, visite Jesus na Eucaristia sempre que puder. Às vezes sentimos dificuldade em orar diante de Jesus. Existe um relato da vida de Santa Faustina, que era freira e vivia na clausura de um convento. Ela recebia revelações de Jesus Cristo ao longo da sua vida, pois vivia sua vida em radical santidade. Certa vez ela estava com dificuldades em orar, e pediu para ser trancada na capela onde se encontrava o Sacrário com o Santíssimo Sacramento por cerca de 4 horas, pois ela não estava com vontade ficar ali. Ela entrou e não conseguia orar e resolveu contar os tijolinhos da capela e ficou ali, até quando uma irmã a destrancou. Santa Faustina ficou muito triste por não conseguir orar e prestar adoração naquele dia. Jesus Cristo se revelou alguns dias depois para ela e disse: “Faustina, sabe o momento em que mais te amei? Naquele dia em que se trancou na capela e contou tijolinhos, pois não me deixou Sozinho e não quis sair da Minha Presença”.

Não precisamos ser perfeitos e usar palavras bonitas para orar, mas devemos antes de tudo, entregar nossas vidas totalmente nas mãos de Deus.
Quando não souber orar, recite o Rosário, participe se puder diariamente da Missa, recite a Liturgia das Horas, o Ângelus, busque a Deus de todas as formas para que a nossa fé não desfaleça porque só assim, conseguiremos ter força para enfrentar a cruz e mover montanhas com o poder da oração.
Fiquem na paz do Senhor Jesus Cristo e no Amor de Maria Santíssima.
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Oração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s