Arquivo da tag: Escatologia

Escatologia – Final

A purificação após a morte: o estado purgatório 

Depois de termos tratado de todos os temas da escatologia cristã, vamos falar sobre o purgatório.

            Nossos irmãos protestantes criticam-nos e dizem que o purgatório é invenção da Igreja católica! Nada disso! A doutrina do purgatório está presente na Sagrada Escritura e na contínua Tradição da Igreja. O problema é compreendê-la bem, para não terminar colocando na nossa cabeça coisas que a Igreja jamais ensinou, deturpando, assim, a nossa fé católica! Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Escatologia

Escatologia {13}

A retribuição imediata. O estado intermédio. A imortalidade. 

            Continuamos ainda nossa reflexão sobre a morte; ou melhor, sobre o que acontecerá conosco após a morte. Vejamos: é certo que nossa esperança em Cristo, nossa certeza da Parusia do Senhor nos abre um horizonte esplêndido: Cristo virá e nos transfigurará e estaremos para sempre com o Senhor, em glória! Mas… a nossa experiência de cada dia é bem outra: Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Escatologia

Escatologia {12}

A visão cristã da morte – II 

            Vimos, no tópico passado, que Deus não é o autor da morte. É verdade que o Senhor não nos criou para vivermos aqui para sempre: desde o início Deus nos criou para que passássemos deste mundo para a Glória, para uma comunhão mais plena com ele. Esta passagem, no entanto, não teria o “gosto” de morte, de medo, de destruição, de derrota. A morte como a experimentamos atualmente, morte que dá medo, que entristece, está vinculada ao pecado de uma humanidade que disse não a Deus. Lembre-se que o homem, desde o início, desde que pecou, passou a fugir do encontro com Deus: Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Escatologia

Escatologia {11}

O inferno – morte eterna, existência na contradição – III 

            Vimos o que a Sagrada Escritura afirma sobre o inferno. A nossa apresentação ficou claro que o morte eterna, a condenação ou inferno consiste fundamentalmente em viver longe de Deus, que é a Vida, a fonte da nossa vida. Agora, vamos concluir com algumas reflexões finais.

            Ao pensarmos no inferno é necessário insistir sempre que o único fim da história e da humanidade é a salvação. Quem coloca no mesmo nível a promessa do céu com a ameaça do inferno, como se ambas as coisas tivessem os mesmos direitos e fizessem parte da mesma forma do plano de Deus, deturpa gravemente a fé cristã e elimina seu caráter de Evangelho, de alegre e boa notícia! Por isso mesmo, a Igreja, que testemunha a salvação definitiva de muitos santos, jamais emitiu um juízo de condenação eterna para alguém, jamais disse que há alguém no inferno! Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Escatologia

Escatologia {10}

O inferno – morte eterna, existência na contradição – I 

            Depois de termos falado da Vida eterna, que é a comunhão plena com o Pai através do Filho na potência do Espírito, a que chamamos de céu, vamos agora tratar da perda eterna desta comunhão com o Senhor, a que chamamos de inferno. Mas, antes, é necessário levar em conta três coisas importantes:  Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Escatologia

Escatologia {9}

A Vida Eterna: comunhão com Jesus ressuscitado – I

A Vida Eterna no Antigo Testamento 

Antes dos quatro tópicos sobre a reencarnação, tínhamos conversado sobre a ressurreição dos mortos. Agora vamos tratar do destino que Deus sonhou para nós: a comunhão com ele através do seu Filho Jesus; comunhão que nós chamamos de Vida Eterna ou céu.

         Mas, afinal de contas, o que é esse céu, para onde todos mundo quer ir um dia? É um lugar? Onde fica?

Vejamos: já dissemos que a plenitude da vida de cada um de nós e de toda a humanidade é a comunhão com Jesus ressuscitado: ser como ele, está com ele é a nossa Vida para sempre. Na nossa ressurreição, o Senhor Jesus vai encher-nos totalmente do seu Espírito de Glória e, então, seremos como o Filho bendito de Deus, totalmente glorificados e, nele e por ele, estaremos no coração do Pai. É isso que nós chamamos de céu! O céu não é um lugar; é uma relação de amor eterno: cheios do Espírito, estaremos imersos em Cristo e, por ele e nele veremos o Pai! Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Escatologia